Lembra-se de sua Primeira Comunhão?

Ir. Carmela Werner Ferreira, EP

Outro dia, fazíamos Missão Mariana num bairro da Capital paulista. Era comovente ver como a Imagem Peregrina do Imaculado Coração de Maria tocava a alma de cada morador dos lares em que era acolhida. A um, fazia Ela um convite para voltar às práticas religiosas; a outro, para mudar de vida; a um terceiro, para abandonar um determinado vício.

Um fato pequeno mas significativo deu-se na residência de uma menina de 12 anos, a qual se mostrou visivelmente emocionada ao contemplar a fisionomia da Rainha dos Corações. Após algum tempo de oração, crivou-nos ela de perguntas: Quem são os Arautos do Evangelho? O que significa este símbolo? Como vivem vocês?

Ela, por sua vez, relatou animadamente as atividades que exercia na Paróquia, como acolitava as Missas aos domingos, sua participação nas obras de caridade, a catequese… Quando falava sobre a catequese, parou um instante, pensativa, e exclamou:

— Vai demorar para eu fazer minha Primeira Comunhão… só no fim do ano!

Disse isto com uma fisionomia de tristeza, como se o “fim do ano” fosse tardar uma eternidade para chegar.

Com pena para mim, tive que interromper a conversa, pois precisávamos visitar ainda muitos outros lares. Entretanto, suas últimas palavras me ficaram gravadas na mente e despertaram-me doces recordações. Que saudades de minha Primeira Comunhão!

O leitor também, certamente, guarda na memória a recordação e as emoções de sua Primeira Eucaristia. É um dia dourado esse! Um dia de alegria e de serenidade, frutos do Preciosíssimo Sangue de Jesus que se recebe pela primeira vez.

A Santa Igreja tem especial cuidado em preparar bem as almas infantis para esse acontecimento tão grande e tão santo. Entre muitos outros ensinamentos, lembra-lhes Ela estas sublimes palavras do Divino Mestre: “Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós mesmos” (Jo 6, 53).

Após receber o Sacramento da Reconciliação e renovar as promessas do Batismo, o neo-comungante se aproxima do altar. Saberá ele quantos e quão extraordinários efeitos produzirá em sua alma a Sagrada Eucaristia?

O primeiro deles, e o principal, é que Ela aumenta a união da alma com Cristo, ao entrar nesta para servir-lhe de alimento. Além disso, amplia, conserva e renova a vida da graça, recebida pelo Batismo.

Todos sabem que, quanto mais sincera e profunda for uma amizade, menor será o risco de um amigo ofender o outro. Pois bem, a Comunhão purifica os desejos e afetos, concentrando-os todos em Jesus Eucarístico, e assim preserva a alma dos pecados.

Um dos mais belos efeitos da Eucaristia talvez seja o de fortalecer e aprofundar a unidade do Corpo Místico de Cristo, ou seja, da Igreja. Não é verdade que os fiéis de todas as partes do mundo se sentem mais unidos à Igreja, e, portanto, ao Papa, quando recebem a Santa Comunhão?

São incontáveis os dons concedidos pelo Deus de infinita generosidade aos homens que acorrem ao Banquete Eucarístico com boas disposições de alma, isto é, humilde e fervorosamente.

Como fazer para ter essas boas disposições ao comungar?

O meio mais eficaz é rezar a Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento, pedindo que Ela prepare nossos corações para receber bem o Corpo de Cristo; que em todas as nossas Comunhões Ela nos ajude a repetir com sinceridade e fervor: “Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma só palavra e minha alma será salva.” E que, por fim, Ela própria apresente a Jesus nossos atos de adoração, de reparação, de agradecimento e de súplica.

Revista Arautos do Evangelho n.17 maio 2003

2 ideias sobre “Lembra-se de sua Primeira Comunhão?

  1. Salve Maria!!Gostaria de deixar aqui registrado que já recebi de Nossa Senhora muitas graças, e digamos que, a principal delas foi buscar meu filho caçula José MARCOS em casa.Sofri muito na gravidez, então CONSAGREI meu filhinho desde o ventre à Virgem Santíssima. Passei a colaborar com a Associação Católica Nossa Senhora de Fátima; uns anos depois, já aos 6 anos de idade dele, eu sentia um fortíssimo desejo que ele fosse um Arauto do Evangelho, tanto que escrevi contando meu desejo, o qual logo mais recebi resposta: ele era ainda jovem demais, mas que eu continuasse rezando, e se fosse a VONTADE DE DEUS , chegaria o momento.Bem, eu até esqueci de tudo isso Os anos se passaram e ele se tornou coroinha, falava em ser Padre, mas os amigos da escola não queriam um amigo Padre!! Passei a me preocupar, pois ele começava a se afastar da Igreja devagarinho, aos 12 anos de idade até que um santo dia: 27 de outubro de 2011 (faltando exatamente 1 mês para o dia de N.S. das Graças), eu angustiada com as dificuldades da vida me ajoelhei e implorei a Jesus: Jesus, tem piedade! Jesus! Jesus! Jesus! Me mande um sinal que até um burro entenda, mas venha trazer mudanças em nossas vidas!! Bem, os anjos disseram amém!Sai de casa querendo ir a missa e ao mesmo tempo era preciso ir ao mercado, mas só dava pra ir num dos 2, quando tomei a estrada rumo a cidade ouvi uma voz em meu coração: VAI PRA MISSA!! O sentimento era tão forte que sorrindo falei: Ta bom Jesus! Eu vou sim, pra missa!! E passei a cantar: Senhor se Tu me chamas eu quero te ouvir, se queres que eu te siga Senhor, estou aqui!! Chegando na capela SCJ, percebi que no meio das pessoas tinham dois vestidos diferentes: ERAM DOIS ARAUTOS DO EVANGELHO (Sr. Davi Medeiros e Sr. Estevão Mesquita)!! As lágrimas brotavam sem que eu as pudesse controlar esperei que a missa terminasse, fui ao encontro deles e tive que contar tudo chorando, pois era impossível conter as lagrimas!! Era a última parada deles, pois já haviam terminado a missão e estavam indo após a missa pra outra cidade. O Estevão vendo minha situação, perguntou onde eu morava. Nossa! Já quis saber por quê! Ele disse que poderiam dar uma passadinha em minha casa Meu Deeeuss!! Então fomos a minha casa, meus dois filhos (Bianca e João Marcos) desconfiaram da visita surpresa, pois eu disse pra se prepararem porque a visita poderia ser bonita e eles iriam amar!Chegamos, fizemos a COROAÇÃO os 3 muito emocionados, apresentei minha casa e Mãe, e pensando que os Arautos já iam embora, sentaram-se e começaram a mostrar fotos e conversar Resumindo: Meu filho foi conhecer a Sede dos Arautos em C.G. na companhia do Sr. Estevão e Sr. Davi, amou tanto que dentro de 2 meses já estava morando na Sede de Nova Friburgo, após um passeio de férias só pra conhecer!!!E eu posso dizer que apesar da distância, SOU UMA MÃE MUITO FELIZZZZ!!Nossa Senhora, rogai por todos nós! Obrigada, Mãe Santíssima!!Ah! Vou iniciar logo mais o Apostolado do Oratório em minha cidade DEUS É FIEL!! Obrigada Arautos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *