O valor de uma crase

Ana Laura de Oliveira Bueno

Dir-se-ia que interpretar é — apreender o sentido verdadeiro de um texto. Assim, embora haja muitas maneiras de se interpretar uma frase, nem sempre as interpretações conferem com o que o texto quer dizer, podendo ser contraditórias e até mesmo absurdas. Deste ponto de vista, podemos considerar a estreita relação existente entre as interpretações corretas, o perfeito entendimento do que se lê e o bom conhecimento das áridas regras gramaticais.

Tomemos como exemplo a conhecida e belíssima frase do Gênesis que, por trás de uma crase, esconde um verdadeiro tesouro teológico: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança” (Gn 1, 26). Considerando que imagem é aquilo que procede de um objeto real em que pode ou não haver igualdade, é manifesto que se encontra no homem certa semelhança de Deus, semelhança esta que deriva de Deus como de seu modelo. No entanto, não é uma semelhança de igualdade, uma vez que o modelo ultrapassa infinitamente o modelado. Assim, se diz que há no homem uma imagem de Deus, não perfeita, mas imperfeita.

A preposição a, com efeito, indica certa distância, isto é, o homem jamais poderia ser chamado de “a imagem de Deus” sem o acento grave, pois isto cabe única e exclusivamente a Nosso Senhor Jesus Cristo, Imagem do Pai, idêntica a Ele em substância, Imagem perfeita de Deus. Do homem se diz que é à imagem por causa da imperfeição da semelhança.

Assim, aquele que desconsiderar o valor da pequenina e “insignifcante’ crase pode estar sujeito a interpretar um absurdo e deixar passar essa oportunidade de contemplar o infinito abismo existente entre o Primogênito de toda criatura, a Imagem, e as meras criaturas, feitas à sua imagem, por sua bondade.

Lembremo-nos, portanto das valiosas regras gramaticais, sempre eficazes e importantíssimas a quem quer interpretar corretamente um texto.

5 ideias sobre “O valor de uma crase

  1. Salve Maria,Sra.Ana Laura de Oliveira Bueno,
    Muito obrigada por tão lindo!!!artigo sobre a CRASE.
    Mas na verdade,seu artigo é mais profundo ainda….que uma excelente explicação sobre Gramática:Crase…..
    Quando recebi esse artigo por e-mail e li CRASE….fiquei empolgada,ansiosa para ler,pois gosto muito!!!!de estudar .
    A Língua Portuguesa e Gramática me encanta!
    Meu filho,Benoît,precisou da minha ajuda exatamente para estudar,compreender CRASE,pois teria uma prova de Português,antes de entrarem de férias.
    Estudamos juntos e foi maravilhoso.
    Tudo isso devo às Graças concedidas por Nossa Senhora.
    Sempre explico para meus dois filhos,Ana e Benoît,o quanto é importante compreendermos,interpretar corretamente um enunciado ,um texto,pois maior será a facilidade para a correta compreensão daquilo que se deseja transmitir.
    A Comunicação verbal (pela escrita) devidamente correta é super importante.
    Até a correta interpretação e compreensão de um enunciado numa prova de Matemática é fundamental num aprendizado.
    Aqui nesse artigo,a Sra.nos provou realmente como é importante interpretarmos bem uma CRASE,por mais insignificante que pareça ser…..
    Um “pequeno “acento grave ,sinal que indica a crase,muda tudo…
    Peço-lhes orações,para que eu seja cada vez mais semelhante à Nossa Senhora em virtudes e que eu siga a Deus fielmente até à Eternidade.
    Um beijo bem carinhoso e fraterno a todas às Irmãs Arautos do Evangelho.
    Ceres de Andrade Paes.

    • Salve Maria,Sra.Ana Laura de Oliveira Bueno,
      Gostei tanto,mas tanto desse artigo da Sra.
      Tocou-me muito esse trecho:
      “No entanto, não é uma semelhança de igualdade, uma vez que o modelo ultrapassa infinitamente o modelado. Assim, se diz que há no homem uma imagem de Deus, não perfeita, mas imperfeita.”

      Deus é infinitamente PERFEITO!!!
      Nunca seremos a Imagem D’ELE,mas sim….à imagem e semelhança D”Ele.,pois ELE nos criou e portanto somos finitamente imperfeitos,até que Graças e mais Graças sejam derramadas sobre nós pela Bondade e Misericórdia Divina,a fim de melhoramos a nossa Imagem.
      As Sras.Arautos do Evangelho são encantadoras,semelhantes à Nossa Senhora na Bondade,no Carinho,dedicação.

  2. Salve Maria!
    Com os Arautos, até regras gramaticais aprender-se, uma pesquisa que fiz se põe a seguinte frase, Agradeço a Deus ou à Deus…por alguma graça alcançada.

    • Salve Maria,Sr.Carlos Rogério,
      Pelas Regras Gramaticais sobre CRASE,nessa frase citada pelo senhor,Sr.Carlos Rogério,não se usa crase antes de nome masculino.
      Mas… Deus é puro Espírito!!!Não é pessoa,não podermos dizer :ELE é masculino,ELE é feminino!
      Mas ao nos referirmos ao Criador de todas as Obras do Universo,referimo-nos a ELE como O CRIADOR,O Pai!!!Então,é Masculino no Contexto gramatical.

  3. Paz!
    O problema nesse texto é que a maioria não interpreta da maneira correta, Deus não fez o homem à sua semelhança, porém conforme à sua semelhança, esse conforme muda todo o sentido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *